sábado , 18 de maio 2024

O Sintramog

Em 1956, nasceu um marco histórico no município de Mogi das Cruzes: a criação da “Associação Profissional dos Trabalhadores na Indústria de Olaria e de Cerâmica para Construção de Mogi das Cruzes”.

Esse acontecimento singular foi o resultado da união de representantes trabalhistas de diversas empresas da região, cuja força coletiva ganhou destaque no jornal local “Folha de Mogi”, em 19 de março do mesmo ano. Reunidos na rua Jose Bonifácio nº 97, em um encontro marcado pela esperança e determinação, setenta e três (73) operários deram início a uma jornada de luta em prol da defesa e coordenação dos direitos dos trabalhadores na Indústria de Cerâmica para Construção.

Nesse cenário de resiliência e comprometimento, sob a liderança do visionário Jose Rodrigues, a assembleia foi conduzida com maestria, elegendo os primeiros líderes que dariam forma e voz aos anseios da classe trabalhadora.

Com a inclusão da categoria dos trabalhadores na Indústria de Olaria, a associação ampliou seu escopo, tornando-se a “Associação Profissional dos Trabalhadores nas Indústrias de Olaria e de Cerâmica para Construção de Mogi das Cruzes”.

Foi deliberado a proposta de dez cruzeiros (Cr$10,00) como mensalidade associativa, enquanto os indicados e eleitos através da votação escrutínio foram:

Presidente: Jose Rodrigues
1º Secretário: Manoel Benedito de Lima
2º Secretário: Antonio Nunes de Carvalho
1º Tesoureiro: Zeferino Vaisseto
2º Tesoureiro: João Puertas
Conselho Fiscal: Julio Severo Dutra
Conselho Fiscal: Geraldo Cardoso de Oliveira
Conselho Fiscal: Sebastião dos Santos

A partir daí, a trajetória do sindicato foi marcada por desafios e conquistas significativas. Desde a definição da mensalidade associativa até a expansão de sua base territorial para além de Mogi das Cruzes, abrangendo municípios vizinhos como Suzano, Poá, Ferraz de Vasconcelos, Itaquaquecetuba, Guararema e Santa Isabel, o sindicato consolidou-se como um bastião da defesa dos direitos trabalhistas.

Em 1962, o reconhecimento oficial do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção e do Mobiliário de Mogi das Cruzes pelo plano da Confederação Nacional dos Trabalhadores nas Indústrias marcou um novo capítulo em sua história. A filiação à CUT, em 1986, fortaleceu ainda mais sua posição como agente de transformação e representatividade.

Hoje, com 31 diretores empenhados e comprometidos com a causa, o Sindicato continua sua missão de lutar pelos interesses e direitos dos trabalhadores, atuando em diversas frentes e promovendo ações em prol da saúde, segurança e bem-estar da classe trabalhadora.

Uma história de resistência, superação e conquistas que ecoa através dos anos e inspira gerações.